Como definir um calendário editorial jurídico

calendário editorial

Você quer fazer marketing jurídico para seu escritório e não sabe por onde começar? A primeira coisa é definir um calendário editorial jurídico e segui-lo a risca!

Mas como fazer isso? É o que vou te ensinar neste artigo. Mas primeiro vamos relembrar a importância de escrever para seu blog.

Campanhas

Sabemos que não são todos os tipos de campanhas que o advogado pode fazer. Existem 5 tipos de campanhas pagas no Google, que são: Campanha de Pesquisa, Remarketing, Shopping, Display e Vídeo.

Porém, para o marketing jurídico, a única campanha permitida pelo código de ética da OAB é a campanha de pesquisa, que é quando o cliente pesquisa no Google por serviços ou produtos, portanto o cliente está indo atrás daquilo que precisa.

Sendo assim, a única campanha permitida pela OAB é a campanha de pesquisa. Todas as outras são interruptivas e não podem ser usadas por escritórios de advocacia.

O mesmo acontece com a redes sociais, onde não são todos os tipos de campanhas que pode ser feitas. Mas, podem ser impulsionados os artigos do blog, onde você escolhe o tipo de público que quer atingir, idade, sexo, localização, preferências e etc.

Esse artigo aparecerá para esse público escolhido, fazendo com que aqueles que tiverem interesse em tirar dúvidas com seu conteúdo, poderão clicar e serem levados ao seu site.

Essa são as campanhas permitidas. Mas agora, é fundamental que você tenha conteúdos relevantes em seu blog. Porque é através desses conteúdos, que serão feitas as estratégias para captar o público que se quer atingir.

Como fazer um conteúdo jurídico e disponibilizá-lo?

Um bom conteúdo é aquele que tira dúvidas, ensina algo, atinge as dores de seus leads. Todo mundo tem alguma dúvida sobre determinado assunto, e o lugar onde as pessoas tiram suas dúvidas, é fazendo pesquisa na internet.

Está aí a necessidade de produção de conteúdo e é, através de seus conteúdos, baseados nas dúvidas e dores de seus leads, que eles te encontrarão.

É claro que, mesmo que você produza conteúdos relevantes ótimos, um fato que todos precisam saber é que esses conteúdos demoram um pouco para ranquear nas primeiras páginas do Google. Por isso, essa é uma estratégia de médio e longo prazo, mas, se feita da maneira correta, poderá trazer ótimos benefícios.

Esses conteúdos precisam ser disponibilizados para que esse público possa lê-lo. Por isso ter um blog dentro do site é fundamental. Além do blog, os conteúdos podem ser disponibilizados em formato de vídeo no Youtube e posts para redes sociais.

O importante é saber onde está seu público, o que ele consome, quais canais ele utiliza para tirar dúvidas, quais as redes sociais que ele usa, etc.

Como definir meus primeiros conteúdos no calendário editorial?

Como já falado anteriormente, os conteúdos precisam tirar as dúvidas das pessoas. Portanto, você precisa disponibilizar conteúdos relevantes para seu público, aquele que você quer atingir.

Por exemplo: vamos supor que você é um advogado(a) trabalhista e seu intuito é atrair clientes que são da classe trabalhadora. Dessa forma, os conteúdos que você terá que produzir são exatamente para o trabalhador, para tirar dúvidas trabalhistas.

Assim, você poderá escrever conteúdos sobre: como calcular rescisão de contrato, quais os direitos do trabalhador quando é demitido, o que é considerado acidente de trabalho, o que fazer quando a empresa não paga horas extras, e assim, por diante.

Uma boa maneira de definir os primeiros conteúdos de seu blog é fazendo uma pesquisa no Google por palavra-chave e então, observar na caixa que o Google disponibiliza, outras perguntas que as pessoas fazem. Assim, você terá uma ideia de quais são as dúvidas das pessoas sobre aquele tema.

Faça um Calendário Editorial Jurídico

Um calendário editorial é toda a sua estratégia de publicação de conteúdo, deixando claro quando e o quê será publicado, com temas, datas e locais onde esses conteúdos serão distribuídos.

A publicação de seus conteúdos com base em um calendário editorial têm relação direta com o aumento de diversas métricas importantes, como por exemplo: tráfego do site, volume de leads, taxas de conversão, entre outras.

As vantagens de se usar um calendário editorial jurídico, são inúmeras, entre elas: organização e planejamento, maior controle sobre as estratégias, avaliação de resultados, regularidade e frequência de postagens.

Qual a importância da regularidade e frequência

Sabendo quem é o público que você quer atingir, definido o calendário editorial jurídico com os temas e os locais onde esses conteúdos serão disponibilizados, surge algo que é de suma importância: regularidade e frequência.

e-book marketing de conteúdoPowered by Rock Convert

Nem sempre é tão simples produzir conteúdo com regularidade, é muito fácil se perder no meio e não cumprir o calendário editorial. Por isso, é importante estipular um dia da semana para essa produção e seguir à risca, mantendo a frequência de postagens, pois alguns canais (como redes sociais, por exemplo) entendem que a regularidade das postagens é importante.

Além disso, a partir do momento em que seu público começa a te seguir, a ler seus posts e tirar as dúvidas com seus conteúdos, ele espera por eles ansiosamente, daí a necessidade de postar com frequência e regularidade.

Com que frequência postar?

A periodicidade é você quem vai determinar. Nas redes sociais, por exemplo, é preciso ficar atento ao engajamento de seus seguidores e verificar quais os dias e horários que esse engajamento é mais intenso, porém no blog, um artigo bem escrito por semana, pode ser o suficiente.

Mas é preciso ter uma regularidade. É importante ter dias certos de postagens, pois, muitas vezes, o lead espera por seus conteúdos e a regularidade nas postagens ajuda bastante. Explore formatos diferentes: vídeos, Podcasts, artigos, infográficos, e-books, etc.

Dica de ouro: a partir do momento em que você começa a postar, ou seja, ter uma regularidade, seus leads e clientes começam a esperar pelos seus conteúdos. Pensando nisso, você pode”quebrar” o conteúdo em várias partes e disponibilizá-lo em vídeos no Youtube, por exemplo.

Você pode gostar de ler também:

Como fazer Marketing Jurídico e ter resultados.

Por que fazer Marketing de Conteúdo?

Qual a importância do SEO no conteúdo?

Mãos à Obra

Não podemos esquecer que o conteúdo jurídico possui dois benefícios principais: o de trazer autoridade para o advogado(a) e o de trazer clientes através dessa autoridade, através desses conteúdos.

Então, mãos à obra!

Se você quer ter resultados efetivos com marketing, assista um vídeo que preparamos para você e baixe também, nosso e-book. Nele você vai encontrar um conteúdo mais aprimorado e relevante!

 

marketing jurídico

 

Se preferir fale com a Rise Up Marketing e agende uma call para alinharmos a possibilidade de uma parceria de sucesso!

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima