Meu site não vende e agora?

site não vende

Meu site não vende e agora, o que posso fazer? Muitas vezes nos deparamos com essa pergunta em roda de amigos e até mesmo quando os clientes nos procuram.

A verdade é que ter um site responsivo e bonito ajuda, mas não é só isso que vai trazer resultados efetivos. Se um site não vende, ele pode ter problemas simples de resolver.

Por isso, vamos te ajudar a otimizar seu site e dar dicas que vão ajudar a atingir seu público-alvo e trazer clientes para as vendas.

Primeiro problema: Tráfego – o site não recebe visitas. Segundo problema: Conversão – o site recebe visitas mas não converte em leads ou vendas.

Vamos dar um jeito nisso?

Muitos empreendedores não entendem porque seus sites não convertem em vendas. Fazem postagens, publicam pacotes de serviços, promoções nos produtos e nada!

O que fazer se meu site não vende?

Quando um site não vende, gera uma insatisfação sem tamanho para os empreendedores, mas saiba, que este é um problema mais comum do que se possa imaginar.

Ter um site atualizado na internet não é suficiente para gerar vendas. Não adianta ter o site mais bonito e bem feito, com uma estrutura perfeita se as pessoas não visitarem ele.

Se seu site não vende, ele pode estar com dois tipos de problemas:

1 – Não está gerando tráfego

Como saber se meu site tem tráfego? Para saber quanto de tráfego possui um site, você pode usar o Google Analytics, uma ferramenta gratuita do Google que faz análises e estatísticas de visitação no site.

O Google Analytics mostra informações relevantes para que sejam feitas as correções e estratégias necessárias para trazer visitas ao site.

Além disso, ele mostra a localização geográfica do visitante, como ele chegou na página, quais páginas eles mais acessam, quanto tempo ficou no site, entre outros.

Dessa forma é possível saber se o site está tendo tráfego. Caso não esteja sendo visitado é necessário investir em tráfego, ou seja, fazer anúncios no Google Ads, Facebook Ads, Instagram Ads e YouTube Ads. Esses anúncios são pagos.

Uma outra maneira de trazer tráfego para o site é escrevendo conteúdo de qualidade dentro do blog, fazendo postagens nas redes sociais. Esse conteúdo é encontrado de forma orgânica, ou seja, sem que você precise pagar.

O importante é que esse conteúdo esteja otimizado (SEO) para os buscadores. Veja aqui como fazer o SEO corretamente:

O que é SEO? Dicas de como conquistar o topo do Google

Qual a importância do SEO no conteúdo? Aprenda o passo a passo!

Quando você possui conteúdo de qualidade e que atende o seu público-alvo, o Google, procurando atender sempre a expectativa do usuário, começa a mostrar seu conteúdo quando uma pessoa busca por uma determinada palavra-chave.

Assim, seu conteúdo começa a aparecer nas primeiras páginas do Google fazendo com que as visitas aconteçam e as pessoas passem a conhecer seus serviços e produtos.

2 – Não está convertendo os visitantes em vendas

Aqui temos um problema de conversão. Seu site tem visitas, mas as pessoas entram e vão embora sem comprar o produto ou serviço.

Quando ocorre um problema de conversão é preciso analisar alguns fatores como por exemplo:

Qualidade do público que você está direcionando para o seu site

É preciso sempre estar atento ao público-alvo, ou seja, o público que realmente você quer atingir. Por exemplo: se você vende roupas para mulheres jovens, não adianta direcionar os anúncios para outro público que não seja mulheres jovens.

Credibilidade do site

As informações precisam estar apresentadas de forma que estimule o cliente a comprar, com design profissional. Isso pode ajudar bastante nas conversões.

Além disso os conteúdos precisam resolver problemas (dores) dos clientes, pois na verdade nem todo mundo que encontrar um conteúdo seu através de uma pesquisa no Google, necessariamente vai comprar na hora.

Muitas vezes, os usuários pesquisam, tiram dúvidas, até perceberem que possuem um problema que realmente sua empresa ou produto pode ajudar. Por isso, é importante ter dentro do site e nos conteúdos, um formulário de conversão, para que você tenha o contato do cliente (lead) e comece um relacionamento com ele até o que chamamos de “levantada de mão”.

3 – Entender o processo de compra do cliente

Alguns clientes entrarão no site e já sabem que tem um problema e que precisam comprar seu produto ou adquirir seus serviços para sanar esse problema. Esses são os leads de Fundo do Funil, ou seja, já sabem o que querem.

Outros, nem sabem que possuem um problema. Eles entraram no site porque pesquisaram por uma determinada palavra-chave e o Google indexou seu conteúdo. Lendo esse conteúdo o usuário começa a perceber que tem uma dor. Mas nem sempre ele vai comprar seu produto ou serviço logo de cara.

Por isso, a necessidade de ter um formulário de conversão, onde você oferece uma lista, uma planilha, um artigo, um vídeo informativo, em troca de seu nome e e-mail. Em posse do e-mail, pode começar a se relacionar com esse lead, enviando por E-mail Marketing artigos sobre o assunto que ele tem interesse.

Em determinado momento, esse lead pode fazer a levantada de mão e estar pronto para comprar o que seu site oferece. Isso ocorre porque a confiança dele foi conquistada, foi construído um relacionamento.

Você quer saber como fazer conteúdo de qualidade para seu site? Clique em: 10 passos simples para criar conteúdo relevante para seu blog

Outras dicas importantes

  • Construa um site com layout bonito, leve e fácil de navegar – isso melhora a experiência do usuário;
  • Tenha um site responsivo – otimizado para mobile;
  • Invista em mídias pagas – site novo é mais difícil de ranquear, então além do conteúdo de forma orgânica é preciso fazer anúncios pagos;
  • Contrate uma agência de marketing digital;
  • Utilize links internos nos seus conteúdos levando o usuário a permanecer nele por mais tempo;
  • Utilize CTA (Call to Action) – botões de conversão para que você possa reter o contato do usuário e começar um relacionamento. Exemplo: Clique Aqui, Baixe nosso E-book, Saiba Mais, Assista o Vídeo, Tire Suas Dúvidas;
  • Crie Landing Pages otimizadas.

É claro que os benefícios de se fazer conteúdos começam a aparecer a médio e longo prazos. Por isso, o ideal é fazer anúncios pagos no começo, até que os conteúdos comecem a aparecer de forma orgânica. Se meu site não vende, preciso fazer anúncios pagos!

Quanto mais conteúdo de qualidade você apresentar, mais chances seu site tem de ranquear nas primeiras posições.

Não é necessário postar no blog todos os dias, é preferível fazer um conteúdo por semana bem direcionado para seu público-alvo, relevante e que tire duvidas, a fazer conteúdos “enchendo linguiça”.

Hoje o Google consegue interpretar o que o usuário está buscando e entregar os conteúdos que sejam realmente relevantes para aquela busca.

Uma boa forma de entender como as pessoas pesquisam, é pesquisar palavras-chave long tails no Google, ou seja, palavras de cauda longa.

Exemplo: um usuário quer comprar um pizza vegana no bairro da Aclimação.

Se ele busca apenas pela palavra pizza, encontrará mais de 1 milhão de buscas.

Então, se pesquisar por pizza vegana, encontrará um pouco menos de pesquisas.

Mas se buscar pela palavra-chave long tail pizza vegana no bairro Aclimação, encontrará exatamente pelo que busca. ou seja, somente lugares que vendem pizza vegana na Aclimação.

Então, se você possui uma pizzaria vegana na Aclimação, esta é sua principal palavra-chave, ou seja, a palavra que o seu público-alvo irá pesquisar.

Existem muitas maneiras de otimizar um site para que ele seja encontrado. E também muitas maneiras de vender pelo site. Basta que você fique atento ao problema, se tráfego ou conversão.

Espero ter ajudado com as dicas! Se você tem uma dica pra gente, deixe aqui nos comentários! Aproveite para nos seguir nas redes sociais.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima