Tráfego Pago e Tráfego Orgânico

tráfego orgânico

Tráfego pago e tráfego orgânico, qual a diferença entre eles? Qual é melhor? Quais as vantagens de um e de outro? Essas são perguntas comuns, que todas as pessoas que possuem um site, têm.

Porém, temos que ter em mente a definição de cada tipo de tráfego, para que possamos decidir e definir qual é o melhor para nossas estratégias.

O ideal é poder trabalhar com as duas estratégias, até o momento em que o tráfego orgânico, seja uma realidade no seu negócio e vou te explicar porque.

O tráfego orgânico é um tipo de tráfego que dá mais trabalho, você precisa criar conteúdos, otimizar sites, otimizar redes sociais, usar hashtags e, é um trabalho que dá resultados a longo prazo, porém você não gasta dinheiro com ele.

Por isso, aliar as duas estratégias é fundamental!

O que é Tráfego Orgânico

Tráfego Orgânico é todo o tráfego pelo qual você não paga. O tráfego que vem de algum lugar que você não patrocinou através de anúncios ou campanhas.

Exemplo: um usuário digita no Google uma determinada palavra-chave, agência de marketing e o Google entrega os sites e conteúdos relevantes com essa palavra.

Se você digitar perfil profissional no Instagram você encontrará um artigo da Rise Up na primeira página do Google. Assim, a pessoa clica no resultado, gerando um tráfego orgânico para o blog da Rise.

Por que chamamos de orgânico? Porque investimos tempo criando o site, fazendo o blog, pesquisando a palavra-chave, escrevendo o conteúdo, fazendo o SEO – Search Engine Optimization (Otimização para mecanismos de busca).

Aqui no Brasil o Google representa em torno de 97% das buscas, ou seja, basicamente, usamos o termo Otimização para o Google.

O tráfego orgânico também vem das redes sociais, por exemplo: no Instagram você pode colocar um link na bio para levar a pessoa direto para um post ou para o site. Nos Stories também é possível colocar um link e o “arrasta para cima” para uma página que você deseja direcionar seu lead. Dá para colocar também o Linktree (uma árvore de links), onde a pessoa clica e vai para uma série de links e pode escolher o que quer ver.

Leia: Criar Conteúdo para o Instagram – 22 dicas

Só não é possível colocar links nos posts do feed. Então esse tráfego veio de uma rede social, porém você não pagou por ele.

Mas lembre-se: No Facebook por exemplo, se você coloca um link, ele diminui a entrega orgânica deste post, pois ele não quer que as pessoas cliquem em links e saiam da página do Facebook. O que acontece também no LinkedIn.

O que é Tráfego Pago

O tráfego pago é aquele que vem através de anúncios patrocinados. Podemos usar nas redes sociais (Instagram, Facebook, LinkedIn, Youtube, outras) ou no Google, que é hoje chamado de Google Ads.

No Facebook, por exemplo, podemos impulsionar os artigos e escolher o público-alvo para que quem queremos que este post apareça. Ou de uma maneira mais profissional, usando o Gerenciador de Negócios, podemos criar anúncios e campanhas gerando tráfego pago.

Em alguns casos você não paga se o anúncio for somente exibido e paga só pelos cliques. Você pode anunciar com vários objetivos: para ter mais seguidores, para ter mais engajamento, para obter links, para vender um produto ou serviço, etc. Cada um desses anúncios têm um tipo de custo diferente que será de acordo com a campanha que você fizer.

No Google Ads temos vários tipos de anúncios, como: Pesquisa – Vídeo (Youtube) – Rede de Display (Parceiros do Google) – Remarketing – Shopping. São anúncios pagos, mas os que dão maior retorno em menor tempo.

No entanto, o ideal quando se faz Google Ads, é que o orçamento destinado aos anúncios seja colocado todos os meses, não adianta colocar dinheiro um mês e quando acabar não colocar, ou colocar muito tempo depois, isso estraga o desempenho. É preciso destinar um valor e colocar todos os meses para ter sucesso.

Outros Tipos de Tráfego

Além do tráfego pago e tráfego orgânico, existem outros tipos de tráfego e são eles: tráfego de referência, tráfego direto e tráfego de afiliados e vou explicar cada um deles.

Tráfego de Referência

Temos ainda o tráfego de referência que é o tráfego gerado por link, ou seja, toda vez que alguém coloca um link direcionado ao seu site, ao seu blog e isso gera um tipo de tráfego.

Tráfego Direto

O tráfego direto é quando as pessoas acessam diretamente um site digitando a URL, por exemplo, alguém que já conhece nossos produtos e serviços digita riseupmarketing.com.br e acessa diretamente.

Tráfego de Afiliados

Na verdade o tráfego de afiliados é uma espécie de tráfego pago, porém é pago em cima do resultado de vendas, ou seja, um afiliado gera tráfego para você e você paga uma comissão para o afiliado em cima das vendas convertidas pelo tráfego que você gerou.

Como melhorar o tráfego orgânico?

Aparecer na primeira página do Google sem pagar nada por isso é o grande sonho de qualquer empresa.

No entanto, não é um trabalho tão fácil assim. É preciso ter paciência, trabalhar muito e esperar um pouco (ou bastante). Costumo dizer que é um trabalho de formiga, mas que quando começa a dar resultado, é muito satisfatório.

A idéia é produzir conteúdos de valor e disponibilizar esses conteúdos no site, no blog, nas redes sociais e mostrar que você é uma autoridade no assunto. Não se faz marketing orgânico sem conteúdo.

O conteúdo precisa tirar dúvidas de seus leads e possíveis clientes, por isso preparei alguns conteúdos essenciais que podem te ajudar, de uma vez por todas, a fazer conteúdos relevantes, postagens certas nas redes sociais, otimização para os buscadores, entre outras coisas.

E lembre-se: seja em artigos de blog, vídeos no Youtube, posts em redes sociais, o importante é manter uma constância de postagens de valor. Acesse os conteúdos abaixo e saiba como fazer isso e muito mais!

Instagram Comercial: como criar conta + 25 dicas

Criar Conteúdo para o Instagram – 22 dicas

Por que ter um blog é fundamental?

Qual a importância do SEO no Conteúdo?

O que é SEO? Dicas de como conquistar o topo do Google

Por que fazer Marketing de Conteúdo?

10 passos Simples para Criar Conteúdo

Como escrever Títulos Perfeitos?

Estes artigos poderão te ajudar muito na hora de criar conteúdo de valor para sua audiência. Acesse também nosso Instagram @riseupmkt, lá você poderá ver no feed várias dicas do uso de hashtags, dicas para se organizar, dicas de conteúdos, de livros que lemos aqui na Rise Up e até ferramentas que usamos.

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe com seus amigos na sua rede social, e ajude-os também a entender um pouco mais sobre este assunto!

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima